Quinta-feira, 2 de Janeiro de 2014

Pensamentos soltos

Não programei nada disto,

mas no fundo sempre soube que aconteceria, 

não sou bruxa,

nem vidente,

nem pessimista,

nem coisa do tipo

mas gosto de ti

só te quero a ti

sentia cá dentro porque te sinto em mim

e pressinto este sentimento

que nos une ou desune

talvez em tempo incertos

ou talvez certos

que nem distancia

nem agoiro apaga ou diminiu

isto a que alguns chamaram de sexto sentido ou telepatia

ou baptizem como quiserem

chamem-lhe os palavroes que vos apetecer

mas sei que é essa coisa que me dita o que fazer

não é força magnetica 

pois nem sempre me leva a ti

por vezes afasta-me

por vezes repele-me

mas sempre me move

é uma força que vem de dentro e dita o o caminho

avisa o coração daquilo que os olhos nao vêem

me conduz na escuridão dos teus silêncios vãos

ou das tuas palavras que me deixama  mim numa escuridão maior

quando me roubam a direcção

vejo no espelho o meu reflexo

pareço louca

meio insana

corro quando devia tar parada

e paro quando devia correr

apenas porque sigo o que sinto

não há logica nessa merda

as emoções controlam-me enquanto me descontrolam

pergunto à razao o que fazer 

e ela me manda escutar a alma

uma voz mansinha e sussurrante

que chega ao coraçao em batimentos sincronizados

por vezes leves

outras vezes acelarados

uma voz que se impoe nessa força que dita caminhos

talha planos de batalha

duma guerra onde só o coração me promete vencer

tento respirar nesta loucura de lágrimas e sorrisos

é o medo que inspiro

mas quando é expiro é esperança que vem

transformei me numa cega maquina que vira medo em esperança

numa luta desigual

para ser racional

penso em desistir

confesso

mas o teu sorriso vem à memoria

sinto na lembrança a dormencia dos membros no teu abraço apertado

e fico incapaz de te soltar

promessa é promessa

e eu prometi que não te iria nunca largar

se o marinheiro não precisasse do farol ele não existiria

se o mar fosse sempre ameno

e o nevoeiro nunca encobrisse os horizontes

o barco veria sempre a terra firme

por isso o homem criou o farol 

para o guiar nas noites mais escuras

nos nevoeiros mais intensos

nos oceanos revoltados com ventos vorazes

então só agora percebo o que significa ser farol

significa brilhar sem perder a fé

esperar até conseguir guiar

tu não perdeste o norte 

apenas lutas pra cá chegar

Eu que já tanto lutei por causas menores

sem consistência

nem valor 

que não me posso 

que não nos posso

fazer pagar o preço dessas outras causas

és e somos uma causa diferente

chegamos até aqui

construimos na distancia o que tantos não conseguem criar vivendo perto

e agora a metros da meta 

parece mais louco desistir do que continuar

se vale a pena?

pago pra ver

lanço as fichas todas em cima da mesa

aposto nessa força orientadora

e num tal de destino

o que vai acontecer é uma incognita 

mas depois de tudo so pode valer a pena arriscar

 

música que me está a dançar na cabeça: dias cinzentos - player
sinto-me: no minimo estranha
publicado por sombra esquecida às 04:00
link | partilhar palavras | adicionar aos tais

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
27
28
29
30
31

.museu

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Outubro 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Março 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Maio 2011

. Março 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Outubro 2008

. Agosto 2008

. Junho 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

.palavras fresquinhas

. Ela e Ele

. Amor pede amor

. Confissões da vida

. ...

. Pensamentos de um louco -...

. crónicas de um amor ausen...

. Perdida na madrugada

. Pensamentos soltos

. Crónicas de um ressacado ...

. A Saudade

.pesquisar

 
blogs SAPO

.subscrever feeds

Em destaque no SAPO Blogs
pub